Fernando Máximo não é sabido e nem esperto

Há um ditado popular para definir pessoas que se julgam sabido ou esperto. Tipo assim, “fulano é sabido, mas não é esperto”. Refere-se àquelas pessoas que esbanjam conhecimento, mas carecem de esperteza. E aquele que nem é sabido e nem esperto?

Em relação ao incipiente “politiqueiro” Fernando Máximo, há quem diga que ele é um completo jejuno. “Ele pode até ser um bom rapaz, mas lhe falta experiência para assumir uma prefeitura; ele precisa aprender mais, se informar, melhor e estudar”. O ex-secretário Estadual de Saúde de Rondônia, que até hoje não tirou a túnica parece está mesmo determinado a ser prefeito de Porto Velho. Quanto aos bobos alegres, Zé Touquinha, não passa disso! Um bobo alegre que nem conhece política. Está aprendendo agora.

O deputado Federal Fernando Máximo (União Brasil-RO), cometeu um ato gravíssimo em sua primeira articulação política. Neste último final de semana, ele foi visto num encontro secreto com o inimigo número um do governador Marco Rocha, o deputado estadual delegado Camargo.

Meu avô viveu até os 90 anos, mas nunca deixou de saber em que lado do campo ele estava. É uma das coisas que mais tenho orgulho é sua história. Nunca o vi titubear. Tinha plena consciência de quando e como era a melhor forma de agir e sempre estava no seu campo sem dar muitas explicações. Ele, por exemplo, com pouca formação, triturava Fernandinho com uma única frase “esse camarada é um bobão”. Com isso, meu avô estava dizendo que Zé Touquinha era um vaidoso inútil e quando ele não estava inspirado, ele apenas dava uma olhadinha pra gente rindo e fazia uma cara de deboche quando Fernandinho aparecia na TV como se fosse um garoto propaganda; Sem dar uma única palavra, vovô fulminava o cabotinista. Quando ele ligava a TV, vovô só dizia uma frase com uma risada irônica e sem direito a réplica: Esse sujeito não vale nada!

Na Câmara Federal, Zé Touquinha é um parlamentar apagado, ele fica nublado até pela atuação do Tiririca. sua tática consiste, sempre, em analisar para onde o vento sopra e se coloca em posição favorável. Em Brasília há espaço, mas, Zé Touquinha não consegue cruzar a linha do baixo clero. Em Rondônia, Fernando Máximo tentou ser esperto, porém, mostrou ser apenas um descuidado.

Fernando Máximo, já se deu conta de que Brasília não é a sua praia, o momento seria construir um grupo que viabilize sua ascensão ao cargo de prefeito de Porto Velho. Para isso, colocou a túnica incendiário, para atacar, ou melhor, dá uma rasteira no seu criador. Em quanto isso, não se fala em outra coisa, o assunto da vez é, o Máximo, o traidor.

Edilson Neves*

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias