MPRO obtém condenação de três integrantes de facção criminosa envolvidos em execução em Porto Velho

O Ministério Público de Rondônia (MPRO) obteve a condenação a 21 (vinte e um) anos e 7 (sete) meses de prisão, em regime inicial fechado, aos três integrantes de uma organização criminosa acusados de envolvimento em um homicídio qualificado. O julgamento aconteceu na última terça-feira (5/12) na 2ª Vara do Tribunal do Júri, em Porto Velho.

Consta na denúncia do MPRO que na tarde de 28 de novembro de 2022 a vítima identificada como Jucelino Júnior Matos Magalhães foi executada a tiros no Conjunto Habitacional Orgulho do Madeira, na capital.

Segundo as investigações, a vítima integrava uma organização criminosa, mas decidiu que migraria para a facção rival. Os rivais teriam dito que o aceitariam desde que ele entregasse uma arma de fogo. No dia do crime, a vítima, de posse de uma arma, se dirigiu ao conjunto habitacional, usando um carro por aplicativo solicitado pelos próprios membros da facção para a qual entraria.

Ao chegar ao local, dois dos réus, a mando do terceiro condenado, detiveram a vítima e “decretaram” sua morte, levando-a até uma área de mata, onde foi executada com diversos disparos de arma de fogo.

O Ministério Público sustentou desde a denúncia que os acusados cometeram crime mediante motivo torpe, com recurso que dificultou a defesa do ofendido e com emprego de arma de fogo.

Fonte: Gerência de Comunicação Integrada (GCI)

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias