Quatro países adotaram pre-listing para exportações de carnes brasileiras em 2023

(CRÉDITO: REPRODUÇÃO)

Cingapura é o quarto país a aprovar o processo de pré-listagem brasileiro para plantas frigoríficas neste ano, o que agiliza o processo de habilitação de unidades produtoras para exportação ao país, segundo informações divulgadas pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa).

Com a aprovação do processo de pré-listagem, o Ministério da Agricultura e Pecuária passa a ser o responsável por habilitar os frigoríficos aptos a exportar a Cingapura, com base nas empresas que já fazem parte do Sistema de Inspeção Federal (SIF). Anteriormente, a habilitação era realizada individualmente, com análise documental das autoridades do país asiático.

Além do país do Sudeste Asiático, a pré-listagem também já foi aprovada neste ano por Reino Unido, Chile e Cuba, segundo a ABPA.

“Há um sólido aumento na adoção de pre-listing para as exportações brasileiras. Este é um reconhecimento importante à credibilidade de nosso sistema e do nosso país quanto à preservação de processos, o atendimento aos critérios e a elevada qualidade da produção e da inspeção, permitindo avanços sem precedentes nas exportações do país”, disse o presidente da ABPA, Ricardo Santin, em nota.

A aprovação do pre-listing permite que mais empresas brasileiras acessem o mercado da Cingapura.

O país é o quinto principal destino da carne suína brasileira em 2023, com 57,9 mil toneladas entre janeiro e novembro, gerando receita de US$ 148 milhões, e o 11º maior importador da carne de frango do Brasil, com 121 mil toneladas nos 11 primeiros meses do ano, a US$ 264,8 milhões, segundo dados da ABPA.

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias