Xuxa é condenada em 2ª instância e terá que pagar indenização estratosférica

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro condenou nesta 4ª feira (13) a empresa da apresentadora Maria da Graça Meneghel, a Xuxa Promoções e Produções, a pagar cerca de R$ 43 milhões por plágio dos personagens infantis “A Turma do Cabralzinho”, referentes ao descobrimento do Brasil, do publicitário Leonardo Soltz.

O projeto idealizado por Soltz tinha o intuito de celebrar os 500 anos da chegada dos portugueses ao Brasil.

O publicitário disse que, em 1998, ele apresentou a proposta a uma representante da empresa de Xuxa, que teria negado.

No entanto, pouco depois, Xuxa criou a “Turma da Xuxinha nos 500 anos de Descoberta do Brasil”, utilizando os seus personagens.

O processo tramita desde maio de 2004.

O cálculo do valor foi feito após perícia, que levou em conta a tiragem da revista publicada, reprodução de imagens e outros ganhos com o uso dos personagens.

 

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias