Briga entre equipes do prefeito e do vice-prefeito de Ji-Paraná teve até acusação de assalto a banco

Isaú Fonseca reassumiu e na hora exonerou 725 portariados do vice, Joaquim Teixeira. Em seguida o pau quebrou

Toda e qualquer coerência é, no mínimo, suspeita. A briga pelo poder em Ji-Paraná virou uma guerra entre equipes do prefeito Isaú Fonseca e colaboradores do vice-prefeito Joaquim Teixeira. Quem é hoje adversário já foi aliados que há bem pouco tempo, travam uma verdadeira “disputa de poder”.

De aliados a inimigos…

políticos uma verdadeira crônica das relações entre Isaú Fonseca e Joaquim Teixeira que teve até acusações graves, como assalto a banco, com passagem pela delegacia. Uma verdadeira convulsão deflagrada no município, um acusando o outro pela grave crise que se instaurou no município. Revela o blogentrelinhas.

De acordo com o blog, a coisa está feia em Ji-Paraná. O prefeito Isaú Fonseca e o vice Joaquim Teixeira apenas não se entendiam direito, mas quando Isaú foi afastado os dois aparentemente começaram a brigar. Joaquim montou sua própria equipe, mas por decisão judicial Isaú reassumiu e em um único dia exonerou 725 portariados que tinham sido nomeados enquanto ele estava afastado.

Agora o pau começou a quebrar em grupos de WhatsApp. O pessoal do vice começou a distribuir fotografias de uma servidora ligada ao prefeito, dentro da delegacia. Depois disso a servidora gravou um áudio dizendo ser mesmo ex-presidiária, explicando que isso é coisa do passado.

“Isso aí todo mundo já sabe, eu não nego meu passado, que eu sou ex-presidiária, agora pergunte pro *#$@%* se ele assume do assalto que ele organizou, do Banco do Brasil. Pergunta se ele assume. As pessoas pegaram oito anos de cadeia. Não mexam com meu passado, pois o meu crime eu paguei. Eu não tenho nada a esconder. Eu fui presa, cumpri minha cadeia”, diz a assessora.

Ela vai mais além. “Inclusive o *#$@%* foi resgatar os meninos depois do assalto lá na prefeitura, que ele passou todas as informações (sic), até o número que ele usou para se comunicar ele conseguiu apagar, não é *#$@%*? As pessoas estão aí para depor, se for preciso, viu?”, prossegue a assessora.

Nos áudios também são citados assessores exonerados, supostamente ligados ao vice-prefeito Joaquim Teixeira, que estariam ameaçando pessoas ligadas a Isaú Fonseca.

O caso já é de Polícia, porque grupos que somente não se entendiam direito agora estão brigando. E a briga parece feia.

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias