Justiça da Suíça anula condenação de Cuca em caso de estupro

O Tribunal Regional de Berna-Mittelland, na Suíça, anulou a condenação de Alexi Stival, conhecido como Cuca, ex-jogador e atual técnico de futebol, por crime de coerção sexual – equivalente ao estupro segundo a legislação suíça atual – durante uma excursão do Grêmio ao país em 1987.

A decisão, tomada pela juíza Bettina Bochsler, respondeu à alegação da defesa de Cuca de que ele foi condenado in absentia, sem representação legal. Embora o Ministério Público suíço tenha alegado a prescrição do crime, sugeriu a anulação da pena e o encerramento do processo.

A defesa de Cuca reuniu evidências para provar que ele não cometeu estupro ou abuso contra Sandra Pfäffli, de 13 anos, no Hotel Metropole de Berna. A decisão final, emitida pela juíza Bochsler, determinou a conclusão do caso e ordenou o pagamento de 13 mil francos suíços (aproximadamente R$ 75 mil) em indenização a Cuca, valor que foi reduzido para 9.500 francos (cerca de R$ 55,2 mil) após descontos de custos processuais.

A sentença de anulação foi divulgada pela defesa de Cuca, sem possibilidade de novos recursos.

Cuca viu sua carreira interrompida após a reemergência do caso quando ele foi contratado pelo Corinthians em abril do ano passado. Sob pressão, ele renunciou após dois jogos, transformando o caso em emblemático.

O técnico expressou alívio com o resultado, afirmando que os últimos oito meses, embora emocionalmente desafiadores, ocorreram no tempo certo.

A decisão judicial não inocenta Cuca no mérito da acusação. A anulação está centrada na ausência de representação legal no julgamento original.

A acusação de 1987 acompanhou a carreira de Cuca, ganhando maior atenção em 2023, e levantou debates sobre machismo no futebol e a necessidade de reavaliação da justiça em casos antigos.

Com informações do poder 360*

Source: Poder 360

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias