Alerta sobre seca mais severa que 2023 continua, diz Defesa Civil da capital ao citar chuvas abaixo da média

Em Porto Velho, com o nível do rio Madeira atingindo uma cota acima dos 8 metros, a navegação está ocorrendo sem nenhuma restrição. Mas, os índices de chuva no período abaixo da média histórica preocupam a Defesa Civil Municipal.

“Na próxima sexta-feira (12), teremos mais uma reunião da Sala de Crise Hídrica, com mais informações acerca da situação climática, saber se o fenômeno El Niño vai seguir até o mês de abril, se terá alguma mudança, pois a sua atuação tem sido decisiva para interferir no clima em nossa região”, informou o coordenador municipal de Proteção e de Defesa Civil (Compdec), Elias Ribeiro de Barros.

Segundo ele, “o fato é que as chuvas permanecem ainda bem abaixo da média histórica, em toda a região Amazônica. O que preocupa para o verão, em 2024, pois as projeções já apontam que poderemos ter uma seca tão severa neste ano, ou até maior, do que a que ocorreu em 2023”.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil Municipal, “o município está trabalhando para a instalação de um gabinete de crise hídrica, reunindo relatórios e documentos acerca do clima, se antecipando para que, quando chegar o período de seca, poder atuar com uma resposta ainda mais efetiva e mais ágil”.

Elias pontuou que “em 2023, foi uma demanda muito grande e que não havia sido planejada. Neste ano, vamos nos preparar, inclusive na questão orçamentária, uma vez que a logística é muito cara para levar água, medicamentos e suprimento para as regiões do Baixo Madeira, prestando o socorro às comunidades”.

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias