Preço da carne teve redução global em 2023 e não foi fenômeno isolado do Brasil

(CRÉDITO: REPRODUÇÃO / GOVERNO DO MS)

O índice global de preços de carnes da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) caiu 3,5% em 2023, ante 2022, para uma média de 114,6 pontos, devido ao aumento na oferta de carnes para exportação e redução na demanda por grandes países importadores, segundo a FAO na sexta-feira (5).

A queda anual do índice foi influenciada principalmente pelo declínio no preço médio das carnes bovina, de frango e ovina, parcialmente compensado pelo aumento no da carne suína.

Em dezembro, o índice caiu 1% ante novembro e ficou 1,8% abaixo do registrado em dezembro de 2022. As carnes suína, de frango e bovina registraram quedas nos preços no mês passado, enquanto a carne ovina teve alta após dois meses consecutivos de redução, devido ao aumento no consumo antes das festas de fim de ano e ao declínio na oferta por parte da Oceania.

Os preços internacionais de carne suína foram influenciados em dezembro pela demanda de importação fraca na Ásia, apesar de uma recuperação nas vendas internas em alguns dos países exportadores durante a temporada de fim de ano.

A redução na demanda da Ásia e o aumento nas disponibilidades para exportação em grandes países produtores influenciaram a queda nos preços das carnes bovina e de frango em dezembro.

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias