Facção criminosa executa adolescente de 17 anos em razão de “boato”

Um jovem foi morto na pequena cidade de Deodápolis (MS), após ter seu nome ligado a um suposto caso de estupro.

O crime ocorreu no sábado (13), mas só foi divulgado nesta segunda-feira (15).

Toda a execução foi filmada pelos suspeitos, que fazem parte de uma facção criminosa.

A vítima, Bruno Avalos, morreu após ser vinculado a um suposto caso de estupro na cidade.

A investigação ainda não confirmou se ele teve qualquer participação no crime sexual.

Após descobrir o suposto estupro, o pai da suposta vítima do crime sexual foi atrás de comparsas para matarem Bruno.

Um dos suspeitos cortou o pescoço da vítima e outro golpeou a região várias vezes.

As imagens do assassinato foram compartilhadas em grupos de WhatsApp, para integrantes de uma organização criminosa.

Ao todo, cinco suspeitos foram presos e todos confessaram o crime.

 

Source: JCO

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias