Para entender o bom e o uim é só comparar os deputados federais Coronel Chrisóstomo e Silvia Cristina

A quietinha, ainda por cima, é a única que não é médica a integrar a Frente Parlamentar Mista de Medicina. Por que será?

A avaliação de políticos não é uma tarefa muito difícil mais é um pouco complexa, até porque ela pode variar de acordo com perspectivas pessoais, ideologias políticas e valores individuais. Comparar dois deputados federais, como Coronel Chrisóstomo e Silvia Cristina, requer uma análise mais detalhada de seus históricos, ações no Congresso, propostas e posicionamentos em questões importantes.

Lembrando que, uma análise justa e objetiva deve considerar múltiplos pontos de vista e buscar informações reais. Até porque, as avaliações podem variar dependendo das opiniões individuais e das perspectivas de cada eleitor.

Além de considerar a atuação do Parlamentar no desempenho de suas funções, como participação em comissões, apresentação de projetos de lei, e defesa de propostas importantes, sobretudo, o seu comportamento ético no exercício de suas funções.

De acordo com o blogentrelinhas, é preciso explicar a alguns parlamentares de Rondônia que política é a arte de negociar. Alguns, que aparentam não entender isso, estão sendo um zero à esquerda para o Estado. Só para ilustrar a situação é possível comparar os dois deputados federais do mesmo partido, o PL: Silvia Cristina e Coronel Chrisóstomo.

Ainda bem para o coronel que na Câmara Federal não medem os decibéis, como citou recentemente o jornal eletrônico Rondoniadinamica, caso contrário ele poderia ser multado. Como ele grita em seus inflamados discursos. Pode ser que a estratégia tenha dado certo com recrutas amedrontados no quartel, mas no Congresso Nacional quem será que tem medo dos berros de Chrisóstomo?

Chrisóstomo esculhamba com a administração do presidente Lula, mas não se vê nenhum resultado prático nisso. Estamos falando de resultado positivo, porque o máximo que pode acontecer é o Governo Federal segurar suas emendas parlamentares e repassar pouca coisa para Rondônia. Que influência tem, em relação a Lula, um deputado do baixo clero?

De outro lado tem a deputada federal Silvia Cristina, que não morre de amores por Lula e prefere trabalhar quieta. Olhem os resultados para Rondônia, nesse outro caso. Sem alarde, ela acabou entrando com força em Porto Velho, Ariquemes, Cacoal e Vilhena.

Na capital, a parlamentar direcionou suas emendas para o Hospital do Amor e para o Hospital de Reabilitação, que está funcionando com equipamentos de última geração, comprados com recursos encaminhados por ela. Centenas de pacientes chegaram em cadeiras de rodas e saíram de lá andando. Como o hospital não está credenciado no Estado, a operacionalização é toda com os recursos das emendas da deputada. Assim, é claro que ela cresce.

Trabalhando em diversas áreas, mas principalmente na saúde, Silvia Cristina passou a ser muito bem conhecida em todo o Estado, e agora integra a Frente Parlamentar Mista de Medicina. Ela, a única que não é médica na Frente, está ao lado de médicos renomados, como o deputado Zacharias Calil (União Brasil-GO), que desenvolve um trabalho com separação de gêmeos siameses, e o senador Dr. Hiran Gonçalves (Progressistas-AM), referência em oncologia no Brasil.

A Frente Parlamentar participa das decisões em relação aos avanços da medicina, com entrada muito grande no Ministério da Saúde, porque praticamente todas as discussões da área passam por esse grupo de parlamentares.

Enquanto ela demonstra trabalho, tendo acesso ao Ministério da Saúde para facilitar o trâmite de suas emendas parlamentares, outros ficam gritando palavras de ordem, sem resultado prático algum para o Estado.

Silvia Cristina não demonstra nenhum amor por Lula, mas o presidente nacional do partido dela, Valdemar Costa Neto (PL), elogiou recentemente o presidente, talvez por entender que não adianta dar murro em ponta de faca. É bom lembrar que o ex-presidente Jair Bolsonaro, com quem Silvia Cristina mantém excelente relacionamento, também é do PL. Agora, ficar berrando na tribuna da Câmara não traz benefício algum para Rondônia.

Enquanto o coronel grita, o presidente do partido dele elogia Lula. Seria algo cômico, se não fosse um tema tão sério. E ainda por cima é capaz de Chrisóstomo acreditar que todo o PL está marchando errado, e somente ele está marchando certo. Se ele parar para olhar a atuação da nobre colega Silvia Cristina, verá que a forma como ela age traz infinitamente mais resultados para Rondônia. Quietinha, ela traz dinheiro, traz progresso com equipamentos de última geração e traz esperança para quem estava em cadeira de rodas.

É interessante para o eleitor acompanhar um pouco mais o que acontece em Brasília, pois isso pode influenciar nas próximas eleições. Seria bom para o Estado ter representantes mais compromissados com a população. Em Brasília, até mesmo quando alguém vai jogar para a galera, é preciso saber jogar, caso contrário há prejuízos para Rondônia. 

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias