Incompetente e cara de pau Haddad põe no governo Bolsonaro a culpa por rombo de 230,5 bilhões

A União registrou um déficit primário de R$ 230,5 bilhões no ano de 2023, o que equivale a 2,1% do Produto Interno Bruto (PIB). O resultado compreende as contas do Tesouro Nacional, do Banco Central e da Previdência Social.

É importante observar que em 2022, logo após a pandemia, ainda no governo Bolsonaro, o país registrou um superávit de R$ 54,1 bilhões.

Essa enorme diferença entre a gestão passada e a atual é realmente assustadora e revela a incompetência do ministro Fernando Haddad.

Todo incompetente é cara de pau e tenta atribuir aos outros a culpa de seus fracassos.

Haddad conseguiu ser um dos piores prefeitos da história de São Paulo, fato claramente demonstrado na sua tentativa fracassada de reeleição, onde sequer conseguiu avançar para o 2º turno.

Pelo visto, não vai precisar se esforçar muito para ser o pior ministro da Fazenda da história do Brasil.

Cara de pau, ele afirma que o resultado do déficit primário, divulgado nesta segunda-feira (29), foi causado pela decisão do governo federal de quitar a dívida de precatórios e compensar as perdas dos estados com a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) sobre combustíveis durante a gestão de Jair Bolsonaro (PL), em 2022.

Disse o ministro:

“Esse resultado é a expressão de uma decisão que o governo tomou de pagar o calote que foi dado, tanto em precatórios, quanto em governadores em relação ao ICMS sobre combustíveis”.

E completou:

“Desses R$ 230 bilhões, praticamente a metade disso é pagamento de dívida do governo anterior, que poderia ser prorrogada para 2027, e nós achamos que não era justo com quem quer que fosse o presidente na ocasião”.

Uma confissão de incompetência. Ele põe a metade do déficit nas costas do governo anterior, mas admite que poderia ser prorrogada.

De qualquer forma, num enorme exercício de compreensão, admitindo que Haddad esteja dizendo a verdade, fica um questionamento: E a outra metade do déficit?

Por Gonçalo Mendes Neto | Jornalista.

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias