Bolsonaro mostra onde está sua “fé” para acabar com a injustiça envolvendo o 8 de janeiro

Foto: PR

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) criticou as penas impostas aos envolvidos na invasão dos Três Poderes em 8 de janeiro de 2023, alegando que muitos dos condenados são inocentes.

Ele considerou as ações das autoridades como uma forma de “tentar silenciar” seus apoiadores.

“Hoje nós vemos colegas nossos condenados a 17 anos de prisão, muitos inocentes. E até mesmo aqueles que por ventura invadiram lá o Congresso, o que nós somos contra, mas uma condenação de 17 anos é um crime, é um abuso, é uma maneira de tentar silenciar todos nós”, declarou.

Ele expressou sua fé em Deus e a esperança de que as lideranças das Casas Legislativas em Brasília encontrem uma solução. Ele fez referência aos presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

Até agora, o STF julgou e condenou 30 pessoas relacionadas ao ato de 8 de Janeiro, com penas variando de 3 anos (regime aberto) a 17 anos (regime inicial fechado). Outros 30 aguardam julgamento em sessão virtual, com término previsto para 5 de fevereiro.

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias