Decisão judicial facilita suposto acordo entre deputado falso moralista e vereador que se diz doidão, (ouça o áudio)

Assim, Fera filho não fala mais de acordos políticos envolvendo cargos. Fera pai mora em Monte Negro

No mundo da política, não é raro encontrar situações inesperadas e escandalosas que não mereça a atenção dos sentinelas da informação. Segundo informações publicadas no blogentrelinhas, na edição desta terça-feira (20) dão conta de que uma decisão judicial facilitou um suposto acordo entre um deputado falso moralista e um vereador doidão da região do Vale do Jamari.

Um áudio vazado de um conhecido locutor que mostra gastos excessivos do deputado falso moralista, deixa parlamentar no olho do furacão. O deputado é conhecido por seu discurso implacável contra a imoralidade e a corrupção, porém, coloca em dúvida sua integridade e seus valores.

Por outro lado, vereador que dá uma de muito doido tem sido objeto de críticas e burlas por seu comportamento excêntrico e suas declarações polêmicas. Conhecido por seus discursos incoerentes e sua atuação extravagante, tem gerado polêmica no âmbito político e foi até objeto de investigação a qual não lhe permitiu manter-se no cargo como vereador.

No meio da polêmica e do escândalo, uma decisão judicial inesperada que mudou o rumo da ação, e facilitou um suposto acordo entre o deputado falso moralista e o vereador que se diz doidão.

Porém, vale ressaltar que, para ser contratado pela Assembleia Legislativa é preciso ter certidão negativa da Justiça. Contudo, Fera pai tem. Ele não é acusado de nenhum delito, pois o processo por furto de energia ao qual respondia foi arquivado pela Justiça. A juíza mandou até destruir as garras que Fera pai teria usado no “gato”. Fera pai ficou sem as garras

De acordo com o blog, na cidade de Ariquemes e vizinhanças, circula um vídeo feito a partir de um áudio vazado de um conhecido locutor, mostrando gastos de quase R$ 470 mil feitos pelo gabinete do deputado Delegado Camargo (Republicanos). O locutor lembra que Camargo chamou deputados federais de mercenários, enquanto pregava moralidade e patriotismo. De acordo com o locutor, os gastos de Camargo são legais, mais imorais.

Em seguida o locutor pergunta onde está Rafael é o Fera, e cita que o vereador é contra qualquer tipo de gasto “fora da casinha, que não seja necessário. “O Fera só apoia gasto com o povo. Tenho certeza que vai sair um vídeo do Rafael é o Fera falando assim: o dr. Rodrigo Camargo deveria ter aplicado R$ 76 mil em remédios para a farmácia municipal, para a UPA. Ou será mais um que ficará batendo tapinha nas costas porque está querendo apoio do deputado Rodrigo Camargo?”, cita o áudio.

Devido aos discursos pregando moralidade, gastos do gabinete de Camargo dão o que falar

Na verdade, o locutor era adversário da dupla Camargo e Rafael, mas agora apoia o deputado, por isso estaria desconfortável com a viralização do áudio. A tendência é que o vereador Rafael é o Fera fique bem quietinho. Isso porque o deputado Delegado Camargo contratou Edvaldo Carlos Pereira para trabalhar em seu gabinete. Trata-se do pai de Rafael é o Fera, que mora em Monte Negro. Fera pai recebe mensalmente R$ 6.366,01 líquidos.

O povo paga mais de R$ 6 mil por mês para Fera pai 

NOMEACAO (1)

Fera filho, o vereador, costuma dar uma de doido em Ariquemes, esculhambando com todo mundo. Não que ele seja doido. Ele não passa nem perto disso. Aparentemente, doido é o eleitor que desperdiça o voto em alguém que não apresenta um único projeto que preste e passa o mandato esculhambando os outros. Fera filho apenas dá uma de doido para atrair holofotes, e consegue.

O deputado Camargo é também chamado de falso moralista pelos adversários porque esculhamba com quase todo mundo, mas contratou o primo distante como chefe de gabinete, pagando salário de quase R$ 22 mil. Isso depois de ter anunciado teste seletivo para contratação de comissionados para seu gabinete.

O deputado da família contratou o primo com salário de quase R$ 22 mil

Há algum tempo dizem que a dupla Camargo e Fera filho se aliou em Ariquemes contra os Redano, adversários comuns de ambos. Agora, aparece a nomeação de Fera pai no gabinete do deputado. Isso para dois políticos que pregam moralidade e esculhambam com muita gente. A aliança foi aparentemente confirmada com a nomeação, para Fera pai ser pago com dinheiro público. Ou não?

O blog iria dar algumas cipoadas no presidente da Assembleia Legislativa e no secretário-geral. É o secretário quem assina as nomeações, até mesmo para os gabinetes. No caso, deputado Camargo indicou e o secretário-geral assinou a nomeação. As cipoadas seriam porque Fera pai teria certidão positiva da Justiça, pois estava respondendo a processo por furto de energia elétrica, o famoso “gato”.

CERTIDAO

Fera pai tem certidão negativa da Justiça, sim. O processo contra furto de energia foi arquivado

Acontece que não é possível cipoar o presidente da Assembleia Legislativa e o secretário-geral, porque Fera pai tem certidão negativa da Justiça, sim. O blog até mostra a certidão dele, para que não restem dúvidas.

O caso é que a ação contra Fera pai foi arquivada pela Justiça. A juíza também determinou a destruição das duas garras pequenas de cabo preto e três garras grandes que Fera pai teria usado para fazer o “gato”. Fera pai ficou sem garras e Camargo, o deputado da família, viu uma situação sendo resolvida em família.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias