Moraes dá resposta a Bolsonaro e aumenta o clima de tensão

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, rejeitou o pedido do ex-presidente Jair Bolsonaro de adiar seu depoimento perante a Polícia Federal.

A solicitação da defesa de Bolsonaro para postergar o compromisso não foi aceita, mantendo-se a agenda para o depoimento em um caso que investiga uma suposta tentativa de golpe de Estado.

O interrogatório está previsto para ocorrer na quinta-feira (22).

Os advogados de Bolsonaro expressaram que há “interesse absoluto em colaborar integralmente com o inquérito e demonstrar sua inocência”. Contudo, alegam que a atual circunstância exige cautela para assegurar o direito à ampla defesa.

Eles apontaram que a autorização para a operação relacionada a essa investigação, emitida há duas semanas, menciona fragmentos de supostas conversas encontradas nos dispositivos eletrônicos apreendidos, aos quais a defesa alega não ter tido acesso até o momento.

Contudo, Moraes contrapôs essa argumentação, afirmando que os advogados já dispõem de acesso completo ao conteúdo investigativo.

“Informe-se a Polícia Federal que inexiste qualquer óbice para a manutenção da data agendada para o interrogatório uma vez que aos advogados do investigado foi deferido integral acesso aos autos”, determinou o ministro.

Toda essa perseguição ocorre com um objetivo claro: prender Jair Bolsonaro.

O ex-presidente sabe disso e tem trabalhado nos bastidores para evitar uma eventual prisão meramente política.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias