Pouco antes do depoimento na PF, Bolsonaro toma atitude inesperada

Informações que acabam de surgir de que o ex-presidente Jair Bolsonaro declarou que só falará durante depoimento na PF (Polícia Federal) sobre a tal tentativa de golpe de Estado se for orientado por seu advogado de defesa, “de acordo com o que ele tiver acesso aos autos” do processo.

“O assunto é o golpe de estado via estado de sítio. Eu só vou falar se o advogado me orientar […] de acordo com o que ele tiver acesso aos autos.

Pelo processo legal eu preciso saber do que estou sendo acusado. Eu tenho que ter acesso. Eu não, os advogados precisam ter acesso ao processo. Só isso”, disse.

Bolsonaro afirmou ser vítima de perseguição do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), assim como de “outros setores”, mas não especificou quais. Também falou que “não há golpe” por declarar estado de sítio, pois a decisão precisa de aval do Congresso Nacional.

“É o tempo todo perseguindo um ex-presidente que você não viu corrupção em nosso governo, dinheiro escondido em lugar nenhum, não tem conta no exterior. Apesar da covid-19 e da guerra lá fora, nós sobrevivemos. Não tivemos perda de empregos. O Brasil voltou a viver, como dizia a equipe econômica. Fizemos a nossa parte”, declarou.

O ex-presidente ainda disse que durante a transição de governo, “ninguém reclamou” e que tudo foi feito de forma pacífica. Falou que não tinha a obrigação de passar a faixa presidencial para Lula em 1º de janeiro de 2023 e, por isso, decidiu ir para os Estados Unidos antes da cerimônia.

Por fim, intitulou o episódio do 8 de Janeiro como “lamentável”.

Bolsonaro sabe que o “plano” é uma prisão meramente política.

Source: JCO
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias