O sujo e o mal lavado: senador apontado como pai da arrogância fala do prefeito considerado um poço de ignorância

Senador Marcos Rogério afirma que o prefeito de Ji-Paraná verá o principal problema dele se olhar no espelho. Se o senador quiser ver seu principal adversário, é só olhar o reflexo de sua própria imagem, seja em Isaú ou em um espelho de verdade.

O senador Marcos Rogé, mal saiu de uma polêmica com o ex-deputado federal Léo Moraes e já está em outra. Agora ele disse que Isaú Fonseca tem problemas com a Polícia, e que perde aliados porque os trata como empregados. Aí está o mal lavado falando do sujo, pois Marcos Rogério também teria perdido aliados pelo mesmo motivo

Na conta do Instagram do Ji-Paraná News uma postagem está com milhares de visualizações, mostrando uma entrevista concedida pelo senador Marcos Rogério (PL-RO) ao radialista Euclides Maciel. O ponto alto é o final do vídeo, onde o parlamentar fala do prefeito Isaú Fonseca: “Se ele colocar a cabeça no travesseiro à noite talvez ele vá entender que, se ele olhar no espelho, ele vai ver o principal problema dele”.

Euclides começou a entrevista citando que Isaú Fonseca, em uma live, disse que o senador está atrapalhando sua administração, e que quer derrubar o prefeito. Marcos Rogério respondeu que Isaú não dá conta de resolver os próprios problemas.

“Não foi preciso articular nada na Câmara. Ele trata os vereadores como se fossem funcionários dele, subservientes, e querem que fiquem lambendo a bota dele. Ele cria seus próprios problemas. Estou vendo de volta o mesmo Isaú de sempre. O problema dele não é comigo, é com a Polícia, com o Ministério Público, com o Judiciário. Ele é investigado por corrupção”, acrescentou Marcos Rogério.

O senador acrescentou não saber se Isaú tomou “remédio estragado” algum dia, e destacou que Isaú Fonseca está procurando um culpado para os problemas que está enfrentando.

Aparentemente, para Marcos Rogério, Isaú Fonseca seria o “sujo” da história, algo como um poço de ignorância. Vamos agora falar do mal lavado, já que o senador é considerado por alguns como um “poço de arrogância”.

O mal lavado

Marcos Rogério já perdeu aliados justamente por sua conhecida arrogância. Quando ele fala que Isaú tratou vereadores como se fossem funcionários, dá para ter uma ideia de como o senador acha que funcionário pode ser tratado. E ele é acusado de ter tratado mal muitos dos que estavam perto dele.

Marcos Rogério alfinetou o deputado Laerte Gomes durante a entrevista, também. Até pouco tempo, para o senador, era Deus no céu e Laerte Gomes na terra. Por qual razão Laerte se afastou? Há algum tempo Marcos Rogério andava com Isaú para cima e para baixo, dizendo que o prefeito de Ji-Paraná era o melhor do Estado. Por que será que Isaú também se afastou do senador? Isso só citando exemplos em Ji-Paraná mesmo.

O senador Marcos Rogério só não pode ser considerado o “sujo” dessa história porque não tem problemas com a Polícia, mas se encaixa perfeitamente no papel de “mal lavado”. E a briga com o prefeito aparece logo após a confusão que ele arrumou em Brasília com o diretor-geral do Detran, Léo Moraes, ao chegar em uma festa aparentando supostos sinais de embriaguez e segurando um copo de whisky.

Vamos agora à parte onde ele diz estar vendo de volta o mesmo Isaú de sempre. É que na campanha foi adotada a imagem do “Isaú paz e amor”. O prefeito era tido como polêmico, como o cara que discute, por isso adotou uma imagem diferente na campanha. Mas Marcos Rogério também agiu assim na campanha passada.

Conta-se que o senador, antes da campanha passada, teria chegado supostamente com sinais de possível embriaguez em uma exposição e discutido com seguranças. Depois disso houve uma reunião e ele anunciou que não beberia durante a campanha. Há semelhanças com o “Isaú paz e amor” de uma campanha?

As semelhanças do senador com o prefeito são enormes. Talvez Isaú Fonseca incomode tanto Marcos Rogério porque o senador veja nele uma espécie de espelho. Se o senador quiser ver seu principal adversário, é só olhar o reflexo de sua própria imagem, seja em Isaú ou em um espelho de verdade.

Agora o blog vai defender Marcos Rogério, e depois elogiar. Vamos à defesa primeiro:

Foi apurado que em Brasília, devido a uma espécie de crise, muitos templos evangélicos foram fechados. Sem ter onde ir, o senador acabou se entregando à bebida. Diversas pessoas já disseram que o viram até no aeroporto segurando cerveja long neck.

Agora vamos ao elogio: Marcos Rogério fala bem, e consegue ser convincente. Em Ji-Paraná as ovelhinhas eleitoras não acreditam que o senador bebe. Dizem que é invenção. O poder de persuasão dele é grande, e isso é um dom. Parabéns.

Confira a entrevista:

Instagram will load in the frontend.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias