Viraliza em Ariquemes vídeo onde Fera irmã comemora ida para Brasília. SQN

“Que moral, que moral, o Rafael em Brasília, brigando e fiscalizando... e que a gente vai ser agora praticamente rico nas coisas”

Em vídeo vazado, familiares do ex-vereador, Rafael é o Fera comemoram sua ida para Brasília. No vídeo, a menina, irmã do Fera aplaude, que legal, o Rafael lá em Brasília, que top. Porém, em quanto a irmã do Fera comemorava antecipadamente a ida do irmão Fera para Brasília, para assumir uma cadeira na Câmara federal deu errado e o se tornou viral.

A decisão do STF jogou por terra o sonho da família Fera, em Ariquemes. Agora Rafael é o Fera não será deputado federal. Em vez disso virou zoação o áudio onde a irmã dele comemora entusiasmada, antes da decisão. Pela fala de Fera irmã, os maldosos de plantão dizem que Rafael iria resolver a situação da própria família

Após a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) em manter no cargo deputados federais como José Lebrão (União Brasil-RO), foi sepultado o sonho de Rafael é o Fera ir para o Congresso. Depois disso foram feitos vídeos com um áudio atribuído a Mara Bento, irmã de Fera.

Em um dos vídeos, Fera irmã diz “que moral, que moral pra gente, o Rafael lá em Brasília, que top. Representando a gente, brigando e fiscalizando e trazendo recursos pra gente, e tudo pra nós, e que a gente vai ser agora praticamente rico nas coisas, em tudo, ai que top”.

Vídeo de Fera irmã comemorando, antes da decisão definitiva do STF, viraliza em Ariquemes

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A zoação é na parte em que Fera irmã cita que “a gente vai ser agora praticamente rico nas coisas”. Isso porque Fera teria formalizado um acordo com o deputado Delegado Camargo (Republicanos). Dessa forma o deputado contratou Edvaldo Carlos Pereira em seu gabinete, com salário de R$ 6.355,01. Edvaldo é pai de Rafael. Mesmo sem ser deputado federal, Fera já teria empregado Fera pai.

WhatsApp-Image-2024-02-20-at-13.37.25 (1)

Fera pai está lotado no gabiente do deputado Camargo, com salário de R$ 6.355,01

O que complicaria um pouco esse acordo entre Fera filho e o deputado Camargo, é que segundo circula em grupo de WhatsApp, Fera pai estaria sendo visto de bermuda em horário de expediente, e comprando cerveja para um forró em Monte Negro, do qual seria proprietário.

Ainda de acordo com internautas, Fera pai trabalha, mas não no gabinete do deputado Camargo, e sim no forró. O assunto também virou meme, e talvez por isso Fera filho não esteja mais esculhambando com mau uso de recursos públicos nem esteja falando de funcionários fantasmas.

Em grupo de WhatsApp se diz que Fera pai seria Gasparzinho, e que Fera filho não fala mais de funcionários fantasmas

De acordo com o que circula nos bastidores políticos em Ariquemes, Fera como deputado federal resolveria a própria vida e também a vida do restante da família, já que, por enquanto, teria sido resolvida a situação somente de Fera pai. Mas é claro que isso não deve ser verdade. Deve ser somente zoação mesmo.

“Que moral, que moral… a gente vai ser agora praticamente rico nas coisas…”, diz o áudio atribuído a Fera irmã. É claro que a jovem só estava comemorando a ida de Fera filho para Brasília, mas os maldosos de plantão, na base da tiração de sarro, estão dizendo que ele arrumaria emprego para a família toda se virasse deputado federal.

Agora, aparentemente, Fera irmã não entende muito de política, caso contrário não diria que Fera estaria brigando em Brasília. Fera irmã não terá a oportunidade de ver na prática que em Brasília político que age como Rafael é o Fera não se cria. No Congresso se admite alguma bagunça, mas não tanta. Fera aprontou algumas na Câmara de Vereadores de Ariquemes. Na primeira aprontação semelhante no Congresso, teria o mandato cassado em dois tempos.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias