PL fecha as portas para Fernando Máximo e decide apoiar Mariana. Ela também terá o União Brasil, PSDB/Cidadania, PSD e o PP de Ivo Cassol

Tudo indica que houve uma decisão por parte do Partido Liberal (PL) de não apoiar Fernando Máximo e optar por apoiar Mariana Carvalho. Essa decisão pode ter várias implicações no cenário político local, especialmente se Fernando Máximo estava buscando apoio do PL para uma candidatura ou para alguma outra iniciativa política.

Certamente, a decisão do partido de fechar as portas para Fernando Máximo e apoiar Mariana pode ter sido influenciada por uma série de fatores, como a avaliação das chances de cada candidato, alianças políticas, afinidades ideológicas, entre outros.

É importante observar que o cenário político é dinâmico e sujeito a mudanças, e o apoio de um partido político pode ter um impacto significativo nas eleições ou em outras questões políticas. Portanto, essa decisão do PL pode ter consequências impactante para o desenrolar dos acontecimentos políticos em Porto Velho e região.

O deputado federal Fernando Máximo (UB-RO) bem que tentou, mas não teve jeito. Ele esteve com o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em Rio Branco (AC) na última semana e pediu apoio para ser recebido no PL, com a garantia de que seria o candidato do partido à prefeitura de Porto Velho. Jair respondeu que a decisão sobre os rumos do partido é do seu filho, o senador Flavio Bolsonaro (PL-RJ).

Ivo Cassol ficou descontente com as articulações do PP em Porto Velho, e passará para Hildon Chaves e Maurício Carvalho a responsabilidade de formar a nominata de vereador. Cassol deve gravar um vídeo anunciando apoio a Mariana

Fernando Máximo esteve então com o presidente nacional do PL, Valdemar da Costa Neto, para pedir apoio na conversa que deveria ter com Flavio Bolsonaro. Então ele recebeu a notícia de que sua filiação não seria aceita pelos liberais, pois o senador Flavio já havia decidido que em Rondônia o partido apoiará Mariana Carvalho, com a possibilidade de indicar o pré-candidato a vice.

No União Brasil não há chance alguma de Fernando ser o candidato, porque a executiva nacional também já decidiu que o apoio será dado à pré-candidata Mariana Carvalho. Ao diretório estadual caberá cumprir a decisão. Vale a pena lembrar que o relacionamento da executiva estadual com a nacional é excelente, por isso mesmo não haverá problemas nisso.

A ex-deputada federal Mariana Carvalho está no Republicanos. Ela nem precisará trocar de partido para assegurar essa aliança, que também conta com o PSD. E agora entrou no jogo político o ex-governador e ex-senador Ivo Cassol, que assumiu a presidência estadual do PP. Ele deverá gravar um vídeo declarando apoio a Mariana.

Ivo Cassol teria ficado descontente com a situação do PP em Porto Velho, onde há o risco de o partido não eleger nenhum vereador. Com base nisso, teria entregue ao prefeito Hildon Chaves e ao deputado federal Maurício Carvalho (UB-RO) a responsabilidade de formar a nominata de candidatos. Hildon Chaves tem condições de levar para o PP nomes com chances reais de vitória, fortalecendo o partido. É claro que esses nomes passarão pelo crivo de Ivo Cassol.

Atualmente, no arco de aliança da pré-candidata Mariana Carvalho estão, além do partido dela, o Republicanos, o União Brasil, o PL, o PSD, a Federação PSDB/Cidadania e o PP. Um frentão, portanto.

Curiosidade

Um fato curioso é que uma juíza aposentada teria reclamado da falta de compromisso de um senador. O parlamentar teria garantido a ela a pré-candidatura à prefeitura de capital. A juíza aposentada tem aparecido bem na mídia, concedendo entrevistas, e estava muito animada.

A juíza teria reclamado que o senador não cumpriu a palavra, e que ela ficou no prejuízo, pois uma das razões para ter acelerado a aposentadoria era a garantia da pré-candidatura a prefeita. Acontece que, na verdade, quem manda no partido é um outro senador, de outro estado. É que existe presidente de diretório estadual que não manda em seu próprio partido, mas mesmo assim faz compromissos.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rosangela Lázaro
Rosangela Lázaro
20 dias atrás

Situação ridícula ! Todos unidos para manter a velha política mas não obterá êxito o povo cansou de votarem em pessoas que não tem compromisso com o eleitor e sim com partidos. Estaremos nas ruas da cidade trabalhando e conscientizando a todos que querem o pregresso da capital, que só terá tirando do poder as velhas raposas da política. E tem mais não adianta querer apoio do Bolsonaro pq nos bolsonaristas aprendemos a fazer nossas escolhas não somos robô e sabemos muito bem em quem devemos votar e não será nenhum desses aliados de partidos de esquerda. O cidadania é o antigo partido comunista do Brasil.

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

1
0
Would love your thoughts, please comment.x
Are you sure want to unlock this post?
Unlock left : 0
Are you sure want to cancel subscription?
× Canal de denúncias