Moraes recebe mais um “não” vindo dos Estados Unidos

No início deste mês, o ministro Alexandre de Moraes determinou ao ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, que solicitasse informações sobre o trânsito do ex-assessor de ex-presidente Jair Bolsonaro, Filipe Martins, nos Estados Unidos em dezembro de 2022.

Martins foi preso em Ponta Grossa (PR) em 8 de fevereiro, na malfadada Operação Tempus Veritatis.

De acordo com a PF, ele seria o autor da minuta que sugeria a prisão de Alexandre de Moraes, do também ministro Gilmar Mendes e do presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

O ex-assessor negou as acusações e negou ter saído do Brasil em dezembro de 2022.

A PF havia alegado que ele teria viajado para Orlando a bordo do avião presidencial.

O Departamento de Estado dos EUA se negou a emitir informações ao ministro Alexandre de Moraes sobre a entrada ou a saída no país de Filipe Martins.

A recomendação do governo americano é que as autoridades brasileiras sigam o trâmite de cooperação internacional comum, por meio do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias