Juiz do TJ/RO causa polêmica ao afirmar que os novos servidores causam um peso

Ao recepcionar os servidores empossados, o juiz diz: vocês chegam para “pesar em gastos” para o tribunal

Um juiz pode afirmar que os novos servidores representam um gasto para o tribunal. Porém, vale ressaltar o contexto em que essa afirmação foi feita. Se o tribunal está passando por dificuldades financeiras ou se os recursos disponíveis estão sendo direcionados para outras áreas prioritárias, é possível que um juiz veja a contratação de novos servidores como um ônus financeiro adicional.

No entanto, a fala do juiz Rinaldo Forti Silva, secretário-geral do TJ/RO, foi na cerimônia de posse dos novos servidores. O juiz disse que os recém-chegados representavam um gasto ao tribunal.

“Quando vocês entram na Instituição, vocês pesam negativamente no número de gastos, em relação ao número de processos. Não é que chegam para somar, vocês chegam para pesar em gasto”, disse o magistrado.

Sr. Rinaldo, vossa excelência esta completamente equivocado. Infelizmente, a sua fala é descabida e considerada “inaceitável e desrespeitosa”. Vossa excelência deveria ter dito que os novos servidores são considerados necessários para melhorar a eficiência e a capacidade de lidar com o volume de trabalho do tribunal, sobretudo, argumentando que esse investimento é justificado e necessário. Em última análise, certamente, sua opinião sobre esse assunto dependerá de uma série de fatores, incluindo as prioridades e as circunstâncias específicas do tribunal em questão.

A afirmação leviana do juiz secretário-geral do TJ/RO, repercutiu negativamente e causou polêmica. Foi criticado por vários segmentos, inclusive, entidades do setor. A Fenajud – Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário nos Estados, repudiou a declaração, chamado de “inaceitável e desrespeitosa”. Para a federação, ainda, a fala foi segregacionista e discriminatória, “como se a categoria fosse um peso, uma despesa desnecessária ao orçamento do tribunal”.

“A Fenajud considera um verdadeiro absurdo a fala infundada direcionada à categoria. Tal declaração, que sugere a categoria como vilões, denota uma falta de compreensão sobre o papel fundamental desses servidores efetivos na prestação de serviços essenciais à sociedade. Estes, que se dedicaram anos a fio para aprovação nesses cargos, no concurso público, que movem à justiça e são essenciais para a sociedade, merecem respeito.”

Para a entidade, a fala do magistrado direcionada aos recém-empossados, demonstra desrespeito à dignidade e ao compromisso firmado por esses indivíduos quando decidiram fazer parte do Poder Judiciário, um dos Poderes mais importantes do país.

Confira o vídeo:

A fala do juiz foi rapidamente espalhado. E como os internautas são especialistas em compartilhar, o juiz foi seriamente criticado nas redes sociais. Listamos alguns:

@rafaelsalvador9045

Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

I – construir uma sociedade livre, justa e solidária;

II – garantir o desenvolvimento nacional;

III – erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

III – erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação. Ler mais

@fabiodg8299

Lembrar a todos os magistrados que sem servidores a justiça não anda, acho que estão esquecendo desse detalhe.

@evertonluis5899

É muito simples, excelentíssimo: faça os processos você mesmo!

@DanielSantAnnaRamalho-qd4wc

Este juiz esqueceu do peso retumbante que este provoca aos cofres? Temos muitas múmias no poder judiciário que sequer caminham direito e que inequivocamente não tem capacidade de produção rápida.

@joaopascoto3868

E os penduricalhos e quinquênios? Isso não onera né

@cleusanascimentofarias7375

Esse juiz é um moleque. Esses novos servidores não estão pedindo emprego, eles passaram num concurso. Se quer reclamar, abra um processo contra quem fez a justificativa para a abertura do concurso, para quem fez o Termo de Referência, para quem fez o Estudo preliminar, para quem fez o gerenciamento de risco, etc.  Esse monstro tinha de ser aposentado ou sofrer um PA pelo constrangimento causado.

@jailsonpassos

O discurso dele foi bom. Talvez pecou nessa parte, mas, em geral, foi bem

@FelipeAndreFranca

Engraçado, o uso da IA é conveniente, ou seja, só serve para servidores e não serve para os magistrados, com certeza os processos levariam menos de 10 minutos para serem concluídos. O discurso já começou todo enrolado. Se numa teoria da IA, só precisaria de concurso para área de TI, os para áreas de direito e técnico ou assistente administrativo, não precisaria mais de juízes porque a IA poderia decidir baseado nas leis e sem favorecimento a decisão de um processo.

@martafernandes6900

As pessoas estudam para passar em um concurso, para chegar lá e ouvir uma asneira dessas.

Source: Redação/CN
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias