Enquanto o PL se esfarela em Rondônia, Cassol fortalece o PP

A deputada federal Silvia Cristina deve deixar o PL nos próximos dias, junto com o senador Jaime Bagattoli

O presidente estadual do PL, senador Marcos Rogério, precisa compor, e logo, se não quiser ficar sem mandato depois de 2026. Se continuar assim, na briga de Marcos ele perde para o Rocha, e não consegue vencer Silvia Cristina. No PL, ficará com ele aquele deputado federal que de vez em quando conta lorotas

O PL sofrerá um duro baque em Rondônia com a saída da deputada federal Silvia Cristina e do senador Jaime Bagattoli. Os dois estão de malas prontas para mudar para o PP, a convite do presidente estadual do partido, o ex-governador Ivo Cassol. Silvia está aguardando decisão judicial, que deverá ser proferida logo. Bagattoli pode sair do partido quando quiser.

O presidente estadual do PL, senador Marcos Rogério, terá que dar um jeito de compor, e logo, para que tenha chance de reeleição em 2026. Daqui a pouco mais de dois anos ele deverá enfrentar nas urnas a própria Silvia Cristina, que já anunciou a intenção de concorrer ao Senado, e também o governador Marcos Rocha.

Na briga de Marcos, o Rogério terá muita dificuldade, e isso nada tem a ver com o Rocha ser quinto dan de karatê. Marcos Rocha deverá ser um fortíssimo candidato ao Senado em 2026, pois contará com o apoio do governo. Quanto a Silvia Cristina, onde se vai, se escuta o nome dela.

Ficará com Marcos Rogério no PL aquele deputado federal que foi secretário de Obras na prefeitura de Porto Velho por cinco meses e foi exonerado, pois não sabia a diferença entre massa asfáltica e lama asfáltica, o Coronel Chrisóstomo.

Hildon Chaves disse que Chrisóstomo poderia trocar seu nome para Coronel Pinóquio

Vale a pena lembrar que na última semana circulou em Rondônia um vídeo onde o ministro da Secretaria da Comunicação Social da Presidência da República, Paulo Pimenta, afirma que Coronel Chrisóstomo (PL-RO), além de mentir acredita na própria mentira. Já o prefeito Hildon Chaves sugeriu que Coronel Chrisóstomo mude seu nome para Coronel Pinóquio.

Chrisóstomo não soma muito para Marcos Rogério, e para complicar a situação do senador, o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, ainda encaminhou ofício proibindo que filiados apoiem pré-candidatos de outros partidos. Com o pé fora do PL, Silvia Cristina já declarou apoio a Valdir Vargas, que concorre à prefeitura de Porto Velho pelo PP. Bagattoli também declarou apoio. Valdemar só está apressando a saída de filiados.

Quem é do PL está proibido de apoiar pré-candidatos de outro partido

Coisas assim não são culpa de Marcos Rogério, pois no comando do PL em Rondônia ele está parecido com a saudosa rainha da Inglaterra: ele reina, mas não governa. Isso porque ele não foi eleito, foi nomeado. Ou Marcos Rogério compõe ou não terá forças para ser reeleito.

Cassol

O ex-governador Ivo Cassol começou a fortalecer o PP, que na verdade estava abandonado em Rondônia. Para isso está lançando pré-candidaturas a prefeito e também chamando atuais prefeitos e lideranças para ingressar no partido.

Ele levou uma pancada injusta, recentemente. Foi dito que por causa dele Porto Velho perdeu recursos do saneamento básico, que vieram através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). É bom lembrar que as obras foram paralisadas devido a uma investigação do Tribunal de Contas da União (TCU).

Quem apresentou a denúncia ao TCU foi o então vereador Cláudio Carvalho, que depois se elegeu deputado pelo PT. Na ocasião, foi alertado que Porto Velho acabaria perdendo os recursos, porque a investigação da denúncia estava demorando. Ao final, foi constatado que a denúncia era infundada, e a capital ficou sem as obras de saneamento. Cassol só não chamou Cláudio Carvalho de santo, na época.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias