Banco da Amazônia registra mais de 20% em crescimento do patrimônio líquido

Crescimento de receita em operações de crédito (29,1%) também é destaque do primeiro trimestre do ano para a instituição

No primeiro trimestre de 2024, o Banco da Amazônia (B3: BAZA3) alcançou um patrimônio líquido de R$ 5,9 bilhões, o que representa aumento de 21,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. A instituição também se destaca na concessão de crédito responsável e soluções eficazes, apresentando resultados como crescimento de 8,5% (R$ 51,5 bilhões) na carteira de crédito e de 29,1% nas receitas provenientes de operações de crédito, em comparação com o 1º trimestre de 2023. Os resultados são frutos da estratégia eficaz de investimentos do banco. 

A instituição também ampliou sua atuação no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) em 46,5% em relação ao mesmo período de 2023, o que resultou em contratações no valor de R$ 204 milhões. Esse movimento é reflexo de um dos pilares fundamentais do Banco da Amazônia e movimento recorrente da instituição de aumento de investimentos em infraestrutura e no setor rural, essenciais para a economia regional. 

O Banco da Amazônia registrou um lucro líquido de R$ 206,8 milhões, uma redução de 27,9%. No entanto, as receitas de intermediação financeira aumentaram em 18,7%, ultrapassando o R$ 1 bilhão, em razão das operações de crédito e dos resultados positivos de títulos de renda fixa. O ROAE (razão entre o lucro líquido do exercício e a média do patrimônio líquido) foi de 23,5%. Ao final do primeiro trimestre de 2024, o Índice de Basileia atingiu 13,3%, uma melhoria de 0,5 p.p se comparado ao mesmo período do ano anterior. 

“Os resultados do 1º trimestre do ano vieram dentro do esperado e mantivemos nosso direcional estratégico. É nosso dever contribuir para o desenvolvimento sustentável da região amazônica, e o Banco da Amazônia tem papel fundamental nesse processo. Estamos contentes com a evolução regional, promovida pela concessão de crédito sustentável da nossa instituição”, afirma Luiz Lessa, presidente do Banco da Amazônia.  

Ainda com foco no desenvolvimento regional, a linha de crédito Amazônia Pra Elas, voltada para mulheres empreendedoras, atendeu 5.357 mulheres no 1º trimestre do ano, aplicando R$ 16,6 milhões. Esta é mais uma iniciativa que comprova a dedicação da instituição ao desenvolvimento da região amazônica. 

Com o intuito de facilitar a experiência do cliente, o Banco da Amazônia conta com o app BASA Digital, que tem um formato de contratação digital, permitindo redução de tempo e de distância entre o produtor rural e o banco. O aplicativo promove a desburocratização e democratiza o acesso a crédito a parte da população como indígenas, assentados, quilombolas, extrativistas e pescadores artesanais. 

Também com foco no desenvolvimento regional, em antecipação à Conferência Mundial do Clima (COP 30), prevista para ocorrer em Belém do Pará em 2025, o Banco da Amazônia ampliou seu apoio a projetos nos setores de infraestrutura, turismo, comércio e serviços, visando fomentar a geração de mais emprego e renda, com total ênfase no desenvolvimento econômico e sustentável. O evento atrai turistas, profissionais e autoridades do mundo inteiro, sendo uma janela importante para atração de novos investimentos para o crescimento do local onde será sediado, neste caso, uma cidade dentro do assunto epicentro de inúmeros debates urgentes pelo mundo todo: a Amazônia. 

Mais informações sobre o Balanço do Banco, seu Relatório Anual e outros dados podem ser obtidos em: https://www.bancoamazonia.com.br/o-banco/relacoes-com-investidores 

Source: da Assessoria
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias