Polícia Federal investiga empresas clandestinas de segurança em Guajará-Miri

Operação deflagrada pela Polícia Federal (PF) para investigar empresas clandestinas de segurança em Guajará-Mirim, nesta sexta-feira (24), tem a finalidade de fiscalizar empresas de segurança que operam sem a devida autorização legal e desmantelar suas operações. Além de identificar pessoas que exploram irregularmente atividades de segurança privada ilegais.

A fiscalização dessas empresas clandestinas são cruciais para manter a ordem e a legalidade no setor de segurança privada. Em Rondônia, uma operação dessa natureza visa identificar e desmantelar atividades ilegais que podem colocar em risco a segurança pública e a confiança da população.

Durante a ação, foram fiscalizadas três empresas clandestinas, bem como realizadas atividades de conscientização em estabelecimentos comerciais sobre a necessidade de contratação de serviços de segurança privada legalizados e regulares.

Essas atividades são autorizadas, controladas e fiscalizadas pela Polícia Federal e consideradas complementares às atividades de segurança pública.

São elementos, entre outros, que caracterizam atividade de segurança privada o uso de cassetete ou algemas, a utilização de uniforme ostensivo, a função de intervir na constatação de atitude suspeita, a realização de revista privada, realização de rondas, motorizadas, ou não, e a abordagem de pessoas para esclarecimentos de situações.

Essas atividades só podem ser exercidas por vigilantes e por estabelecimentos autorizados e fiscalizados pela Polícia Federal.

Source: Redação/CN
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias