MP do Amazonas detalha apoio ao MP de Rondônia contra cartório fraudulento

O Ministério Público do Amazonas (MPAM), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), prestou apoio integral ao Ministério Público de Rondônia (MPRO) na deflagração da Operação Kraken, realizada na quarta-feira (5). A ação objetivou cumprir 12 mandados de busca e apreensão em diversas cidades, incluindo Ariquemes (RO), onde a investigação tem seu epicentro.

A Operação Kraken tem como alvo um esquema criminoso articulado em torno de um cartório extrajudicial situado no município de Envira (AM), que estaria praticando atos notariais fraudulentos em municípios de Rondônia. Esses atos, falsamente declarados como celebrados em Envira, provocariam prejuízos significativos à Justiça rondoniense e aos usuários desses serviços.

Segundo as informações levantadas, o esquema criminoso liderado pelo titular do cartório em Envira expandiu suas atividades para o Estado do Maranhão, convertendo parte do dinheiro obtido ilegalmente em Ariquemes para ativos lícitos em diversos setores comerciais.

Para a realização da operação, estão mobilizados aproximadamente 60 profissionais, entre promotores de Justiça, delegados, agentes e servidores administrativos do MPRO, do Ministério Público do Maranhão (MPMA) e da Polícia Técnico-Científica do Estado de Rondônia (Politec).

O MPAM contribuiu com diligências, levantamento de informações e logística para o cumprimento dos mandados em localidades distantes e de difícil acesso, como Envira. O apoio se estende desde a fase preliminar da investigação até a operação ocorrida hoje, fortalecendo a cooperação entre os Ministérios Públicos estaduais para o combate efetivo à criminalidade que ultrapassa fronteiras geográficas.

A Operação Kraken recebeu esse nome como uma referência à figura mitológica nórdica, uma criatura marinha com múltiplos tentáculos, que simboliza a abrangência e o alcance do esquema criminoso investigado, cuja liderança sediada no Amazonas estendeu seus “tentáculos” até as terras de Rondônia e Maranhão, causando prejuízos à ordem jurídica e social.

Rondoniagora.com

Source: do MP/AM
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

0
Would love your thoughts, please comment.x
×

Olá!

Clique em um de nossos contatos abaixo para conversar no WhatsApp

× Canal de denúncias