Prefeitura divulga locais para o dia “D” de vacinação antirrábica em Porto Velho

Ação acontece no próximo sábado (25) e terá 72 postos disponíveis para imunização de cães e gatos

A Prefeitura de Porto Velho divulgou a lista dos locais de imunização contra a raiva animal no dia “D” de vacinação, que será realizado no próximo sábado (25). A ação é destinada a cães e gatos e ocorre em diversos pontos da capital.

Ao todo, 72 postos serão disponibilizados à população, localizados em escolas públicas do Estado e Município, além de Unidades de Saúde. A ação será das 8h às 17h30, sem intervalo.

Segundo o gerente da Divisão de Controle de Zoonoses, Thiago Martinho, serão vacinados somente cães e gatos saudáveis a partir dos três meses de vida. “Vale ressaltar que a raiva é letal, tanto em animais quanto em humanos, daí a necessidade de manter o seu bicho de estimação sempre vacinado e saudável”, alerta.

Ao longo desta semana, a Prefeitura também segue com a campanha de vacinação antirrábica na sede do Departamento de Controle de Zoonoses, localizada na avenida Mamoré, 1120, próximo da faculdade Uniron, zona Leste da cidade. A ação acontece das 7h30 às 17h30.

A estratégia foi ofertar a vacinação ao longo da semana e evitar aglomerações nos locais do Dia “D”. Ainda assim, será necessário seguir os protocolos sanitários contra a covid-19, como uso de máscaras e distanciamento social.


CONFIRA AQUI A RELAÇÃO DOS POSTOS DE VACINAÇÃO

Fonte: Comdecom

PL sobre novo piso salarial de professores é encaminhado à Câmara de Porto Velho

Segundo o prefeito Hildon Chaves, medida é para dar maior reconhecimento à categoria

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, assinou na tarde de ontem quinta-feira (9) o Projeto de Lei Complementar nº 21, de 9 de setembro de 2021, que dispõe sobre a alteração do Anexo IV da Lei Complementar Municipal nº 360, de 4 de setembro de 2009, que trata sobre o Plano de Carreira, Cargos e Remuneração dos Profissionais da Educação da Rede Pública Municipal de Ensino de Porto Velho.

A mensagem consolida e aplica novo piso salarial para os professores da rede municipal de ensino.

VEJA AQUI A TABELA DE REMUNERAÇÃO.

Fonte: Comdecom

Resultado do edital de contratação de motoristas e monitores para transporte escolar é divulgado

Edital selecionou profissionais com experiência para trabalhar com transporte escolar rural

á está disponível o resultado final da seleção através de currículos e prova de títulos para trabalhar como monitores e motoristas do transporte escolar na zona rural de Porto Velho.

De acordo com Os Conselhos Escolares das unidades rurais de educação infantil e fundamental, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), a publicação do resultado saiu na última semana (29), visando a seleção de candidatos aos cargos para atender as demandas das escolas rurais do município. A iniciativa teve como objetivo o retorno presencial dos alunos à rede escolar.

O Conselho Escolar informa ainda que mais informações podem ser adquiridas diretamente na Semed.

O processo seletivo é de caráter temporário pelo prazo de até um ano, podendo ser prorrogado por mais um ano. Mais informações sobre o resultado publicado através do telefone: (69) 99274-3525 ou 98115-2700. Há ainda o e-mail: ditecontratacaosemed@gmail.com.

Veja o edital completo aqui.

Fonte: Comdecom

Prejuízo com furto de cabo de energia em Porto Velho já chega a R$ 1 milhão

Segundo a Emdur, os locais que mais sofrem com os furtos são as praças dos bairros, os centros Esportivos e Lazer das zonas leste e sul.

Os furtos de cabos de energia já causaram, só neste ano, prejuízos de cerca de R$ 1 milhão aos cofres municipais. As investidas contra o patrimônio público provocam, ainda, falta de segurança para a população porque muitos espaços ficam sem iluminação. A identificação dos receptadores é uma das medidas pedidas pelo município para enfrentar o problema.

Segundo a Empresa de Desenvolvimento Urbano (Emdur), já foram furtados 7 mil metros de cabos neste ano. Outros tipos de materiais também foram levados pelos criminosos.

No último fim de semana, a iluminação do viaduto do Trevo do Roque foi novamente danificada em um ataque criminoso, apesar do material ser protegido por concreto.

O presidente da Emdur, Gustavo Beltrame, acionou as Polícias Militar e Civil pedindo a identificação e prisão dos autores dos furtos. “Também solicitamos que sejam identificados e presos os receptadores. Se estão fazendo furtos é porque há pessoas comprando”, desabafou Gustavo Beltrame.


Conforme o presidente da Emdur, a população pode ajudar denunciando casos em que suspeite de pessoas sem uniformes da Emdur ou da Energisa que estejam subindo em postes ou cavando buracos nos canteiros, praças ou outros logradouros públicos. “Liguem imediatamente para o telefone 190, da Polícia Militar. Ajudem a proteger o patrimônio público”, pediu.

Beltrame diz que a empresa deixa de fazer manutenções previstas quando precisa deslocar equipes para refazer serviços danificados por quem furta cabos de energia.


Os locais onde ocorre a maior incidência de furto e roubo de cabos são a praça do bairro Caladinho, o Cedel (Centro de Esporte e Lazer) das zonas leste e sul, a Estrada do Santo Antônio, Estrada da Penal, BR-364 sentido Unir, Skate Parque e viadutos.

Fonte: Emdur

Prefeito determina que servidores municipais tomem a vacina contra covid-19 em RO

A decisão foi anunciada por decreto publicado nesta quinta-feira. O munícipio adotou a medida com base na decisão do Supremo Tribunal Federal, onde ficou estabelecido que estados e municípios têm autonomia para estabelecer regras para a imunização.

O prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), publicou um decreto nesta quinta-feira (19) que torna obrigatória a vacinação de servidores municipais contra o coronavírus.

A partir de agora, o servidor público que não apresentar o cartão de vacina contra Covid-19 no local de trabalho vai levar falta e, com isso, pode ter desconto salarial.

“A recusa, sem justa causa, em submeter-se à vacinação contra a Covid-19, assegurado o contraditório e a ampla defesa, poderá ensejar falta ao serviço, bem como caracterizar falta disciplinar do servidor ou do empregado público, passível de sanções”, afirma o decreto.

Ainda conforme determinação do prefeito, os secretários e gestores ficarão responsáveis por fiscalizarem os servidores que não tomarem vacina.

Caso algum servidor não tenha tomado a primeira dose contra a Covid, os chefes das secretarias precisam informar sobre o descumprimento do decreto.

“A recusa injustificada dos servidores em se vacinarem, alertando-os das sanções que lhes poderão ser impostas”, determina o decreto. Os processos disciplinares e punitivos contra servidores ficarão a cargo da Procuradoria Geral.

O munícipio adotou a medida com base na decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), onde ficou estabelecido que estados e municípios têm autonomia para estabelecer regras para a imunização.

O decreto que torna a vacinação obrigatória em Porto Velho foi publicado no Diário Oficial nesta quinta-feira e já está em vigor.

A vacina contra a Covid está sendo aplicada em moradores com 18 anos desde a última segunda-feira (16).

A procura pelos imunizantes ainda tem sido baixa e cerca de 100 mil pessoas ainda não tomaram nem a primeira dose ou dose única.

Por causa disso, Porto Velho anunciou que vai reduzir atendimento de 1ª dose para acelerar vacinação da 2ª contra Covid.

“Quem não tomou a primeira dose aproveite essa semana porque semana que vem vai ser diferente”, disse Hildon na quarta-feira (18).

A mudança de postura se deve a preocupação com o avanço da variante delta pelo país e a possibilidade dela chegar a Rondônia.

Fonte: Assessoria

Prefeitura volta a debater em audiência pública, sobre Plano de Mobilidade Urbana da capital

Nesta terça o encontro abordou a implantação e qualificação de calçadas da cidade.

As audiências públicas remotas para apresentação e discussão do Plano Municipal de Mobilidade Urbana de Porto Velho seguem durante toda a semana. Nesta terça-feira (17), às 9h, um novo encontro foi realizado para tratar da implantação e qualificação de calçadas e áreas de circulação a pé e da criação de condições adequadas para circulação de ciclistas.

Os encontros são coordenados pela Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran). A participação da população é importante para fazer sugestões estratégicas de mobilidade urbana.

O primeiro encontro teve como tema a Gestão integrada da mobilidade com planejamento e ordenação do solo urbano e ainda o transporte coletivo. A ideia é que ao longo de todas as reuniões os participantes acompanhem um panorama do trânsito, desde o planejamento e ordenação do solo urbano, transporte coletivo, ciclovias, ciclofaixas, acessibilidade e outros temas que envolvem as condições seguras e humanizadas de circulação viária em geral. A última reunião acontecerá no dia 23 de agosto, às 9h, também pela internet.

A participação popular neste processo é essencial para que a Prefeitura entenda as reais necessidades do munícipe, que pode intervir com perguntas, dúvidas, solicitando explicações e oferecendo sugestões para melhorar a proposta.

“A participação tem sido muito boa, mas o envolvimento da população pode ser maior ainda, considerando a relevância do tema”, disse Rosana Matos, coordenadora da comissão de reelaboração do Plano de Mobilidade.

Participaram das reuniões o secretário da Semtran, Mauro Ronaldo Flôres Corrêa, diretores dos departamentos de Transporte, Tráfego e Mobilidade, além de representantes da Comissão de Reestruturação do Plano de Mobilidade Urbana.

As audiências acontecem no canal da Prefeitura de Porto Velho no Yoube.

Fonte: Semtran

MP recomenda à Prefeitura de Porto Velho adequação de Aterro Sanitário à Lei de Resíduos Sólidos

O MP pede que sejam adotadas todas as indicações e sugestões apontadas por analistas do Núcleo de Análises Técnicas do MPRO

O Ministério Público de Rondônia expediu recomendação ao Prefeito da Capital, em que o orienta a promover, no prazo máximo de 90 dias, as medidas necessárias para que o local conhecido como Aterro Sanitário de Jirau opere de acordo com as diretrizes estabelecidas pela Lei nº 12.305/2010 (Política Nacional de Resíduos Sólidos).
No documento, o MP pede que sejam adotadas todas as indicações e sugestões apontadas por analistas do Núcleo de Análises Técnicas do MPRO, as quais  resultaram em pareceres sobre a situação constatada no local.

Subscrita pelo Promotor de Justiça do Meio Ambiente, Alan Castiel Barbosa, a recomendação tem por base procedimento instaurado para acompanhar a instalação e o regular funcionamento do Aterro Sanitário de Jirau, objeto de convênio entre o Município de Porto Velho e a Energia Sustentável do Brasil/ESBR. A implantação do serviço na Capital ocorre em cumprimento a medidas compensatórias, decorrentes da instalação da Usina Hidrelétrica de Jirau.

O integrante do Ministério Público destaca terem sido promovidas diversas reuniões e tratativas para que a operação no aterro fosse executada dentro das diretrizes da lei e regulamentos. A esse respeito, menciona a realização de duas visitas técnicas de analistas do MP ao local. As diligências, conforme pontuou,  resultaram nos pareceres nº 028/2018/NAT/SG/MP-RO e 1006/2020/NAT/PGJ/MP-RO, segundo os quais ficou comprovado que o aterro não opera como tal e que, em verdade, mais se assemelha a um “lixão a céu aberto”.

Política Nacional – Na recomendação, o MP lembra que a Lei nº 12.305/2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos, considera como disposição final ambientalmente adequada a distribuição ordenada de rejeitos em aterros, observando-se as normas operacionais específicas de modo a evitar danos ou riscos à saúde pública e à segurança e a minimizar os impactos ambientais adversos. Com base na lei, ressalta que o poder público é um dos responsáveis pela efetividade das ações voltadas para assegurar a observância da Política Nacional de Resíduos Sólidos e das diretrizes e demais determinações estabelecidas pela norma.

Fonte: Assessoria

Prefeitura de Machadinho D’Oeste abre inscrições para processo seletivo

Vagas para educador, assistente social e psicólogo estão disponíveis para contratação temporária. Inscrições podem ser feitas até hoje.

A prefeitura de Machadinho D’Oeste (RO) abriu um processo seletivo para a contratação temporária de profissionais para a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas). Os salários vão de R$ 1,1 mil a R$ 2,5 mil.

As inscrições podem ser realizadas até a próxima sexta-feira (21) pelo e-mail seletivosemas@outlook.com, enviando documentos solicitados em edital. As vagas são para nível fundamental e superior:

  • Educador/Cuidador – 4 vagas – nível fundamental
  • Assistente social – 1 vaga – nível superior
  • Psicólogo – 1 vaga – nível superior

A seleção será realizada por meio de prova de títulos, que vai levar em consideração nível de escolaridade e experiência profissional. 

Confira o edital:

Edital-MACHADINHO-001-2021

Prefeita de Guajará diz que queda de energia em rede de frio das vacinas contra covid não foram perdidas

Local de armazenamento das vacinas ficou por cerca de cinco horas sem energia. A perícia foi acionada e os fatos foram registrados e a ocorrência encaminhada à Delegacia Regional.

Rede de frios do Nuvepa em Guajará-Mirim, RO — Foto: Reprodução/Rede Amazônica
Rede de frios do Nuvepa em Guajará-Mirim, RO

O prédio do Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Ambiental (Nuvepa) em Guajará-Mirim (RO) ficou sem energia elétrica e 4.653 doses de vacinas contra a Covid-19, que estavam guardadas na rede de frios, ficaram armazenadas fora da temperatura ideal.

Conforme o boletim de ocorrência, as câmaras marcavam 22°C, sendo que as vacinas da Oxford/AstraZeneca e Coronavac/Butantan precisam ser armazenadas de 2ºC a 8°C. Por cerca de cinco horas, o local ficou sem energia.

Ao todo, o local abriga, além de soros e insulinas, 4.200 doses de CoronaVac e AstraZeneca, e mais 453 doses que seriam destinadas a Casa do Índio (Casai).

A enfermeira chefe e responsável pelas vacinas do município, Afria Patrícia, relatou aos policiais militares que recebeu a ligação do vigilante do prédio por volta das 15h30, informando que não tinha energia no local e que nas câmaras frias apitava um alarme sonoro.

Quando chegou no local, a enfermeira chefe contatou um eletricista. Quando o profissional verificou a instalação elétrica, percebeu que alguém tinha puxado a fiação principal do prédio o que acarretou no desligamento do disjuntor principal do prédio. Quando o eletricista ligou a chave principal, a energia voltou.

A perícia foi acionada e os fatos foram registrados e a ocorrência encaminhada à Delegacia Regional.

Raissa Bento (MDB), prefeita de Guajará-Mirim, disse durante vídeo divulgado nas redes sociais, que o fato da falta de energia elétrica está sendo investigado e que a prefeitura, em conjunto com a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), decidiu suspender a vacinação no município.

“Realmente aconteceu o fato referente a energia da Nuvepa, onde fica a rede de frios. Esse caso tá sendo apurado e tudo indica que foi um ato criminoso e já está sendo apurado porque envolve outras situações envolvendo servidor que faltou serviço. Nós queremos tranquilizar a população, porque a prefeitura em conjunto com a Agevisa decidiu suspender a vacinação por precaução e isso não quer dizer, de forma alguma, que nós perdemos as vacinas”, disse.

Além disso, a prefeita também explicou que aguarda um parecer técnico da Fiocruz e do Instituto Butantan.

“Nós já entramos em contato com a Fiocruz e com o Instituto Butantan justamente pra gente receber um parecer técnico, mas isso de forma alguma quer dizer que a gente perdeu as vacinas”, explicou.

Fonte: G1/RO

Prefeitura vai vacinar idosos com mais de 60 anos por demanda espontânea

Serão cerca de 4 mil doses que estarão disponíveis para esse público nesta quinta-feira

A Prefeita de Porto Velho vai vacinar idosos por demanda espontânea, nesta quinta-feira (6), das 9h às 17h, no Campus da Uniron, na Av. Mamoré, zona Leste da capital. O objetivo é atingir a população com mais de 60 anos que não tem acesso à internet e que, por consequência, não conseguiram agendar a vacinação.

A meta é imunizar, com a primeira dose, todo o público preconizado pelo Ministério da Saúde (MS) nesta faixa etária. “Essa vacinação de amanhã será para atingir todo o público de 60 anos ou mais e, principalmente, aqueles idosos que não têm acesso à internet e, por isso, não conseguiram agendar. Lembramos que vai durar o dia todo, então não é preciso ir apenas em um horário. Começamos às 9h e seguimos até às 17h. Então, se você tem 60 anos ou mais e não se vacinou, pode ir tomar a sua primeira dose amanhã”, declarou a gerente de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Elizeth Gomes

A titular da Semusa, Eliana Pasini, reforça o pedido e pede para que a população com mais de 60 anos atenda ao chamado e compareça no local de vacinação. “As vacinas são seguras, temos que imunizar nossa população para reduzir cada vez mais os casos de Covid-19 no nosso município, acredite nas vacinas, elas são a nossa forma de proteção mais importante. Nós estamos nesse esforço para que todo esse público compareça apenas amanhã, para fechar a vacinação dos idosos com 60 anos ou mais e seguir com o plano de imunização da nossa capital”, reforça.

Serão cerca de 4 mil doses que estarão disponíveis para esse público nesta quinta-feira. A Semusa reforça que esse público será vacinado apenas amanhã e que não é necessário ir todos no mesmo horário para evitar aglomeração.

Para receber a primeira dose é preciso levar documento de identificação com foto, além do cartão do SUS.

VEJA O VÍDEO AQUI.

Texto: Jefferson Carvalho

1 2 3 8